Entre em Contato

(31) 2526-2700

Contabilidade Digital

Conheça os Planos

Emissão NF-e do Simples: 8 erros mais comuns

Na hora de emitir a NF-e, erros podem ser cometidos. Confira neste artigos os principais:

Nacional

Emitir uma nota fiscal eletrônica (NF-e) não é considerada uma tarefa complexa para as empresa. Mas, na rotina corrida dos gestores, podem acontecer pequenos erros que dificultem o processo de emissão. Por isso, na hora de preencher a nota fiscal, é preciso estar atento a cada etapa.

Para ajudar os empresários enquadrados no regime tributário Simples Nacional, criamos um pequeno guia. O regime Simples Nacional é o mais simplificado dos três existentes, mas, o processo de emissão é o mesmo.

Listamos os 8 principais erros cometidos nesse processo fiscal que, mesmo não sendo complexo, é um documento extenso. Evite problemas e pendências com a Receita Federal seguindo nossas dicas!

Dados incorretos

Um dos erros mais comuns durante o processo de emissão é preencher a nota com algum dado incorreto, devido à quantidade de informações solicitadas. Por isso, é preciso revisar tudo que é inserido com bastante atenção.

Qualquer dado equivocado pode invalidar a sua NF-e, inclusive, cadastramento de CNPJ/IE errado, o que é bastante comum.

Não preencher a descrição

A nota fiscal não é composta apenas por números, existindo uma parte escrita para dados da empresa. Essa etapa não deve ser ignorada, sendo descrita da forma mais abrangente possível.

Confundir correções com cancelamento

CC-e não é o mesmo que cancelamento de nota fiscal! CC-e é um procedimento que é realizado para casos em que a mercadoria ainda não tenha saído da loja ou um serviço não tenha sido prestado. Além disso, o cancelamento só é aplicável para notas autorizadas pelo Fisco, em um prazo máximo de 24h.

Não considerar categorias de rejeição

O Simples Nacional possui uma lista extensa de razões para rejeitar notas fiscais. Por isso, o empresário deve estar informado sobre todas essas categorias junto ao site do regime tributário.

Erro 90

Essa falha consiste em atestar que o certificado digital A3 é inexistente. Para solucionar, basta desconectar o Token ou o Smart Card do computador.

Erro de Duplicidade de NF-e

Esse é um erro cometido que possui baixa gravidade, configurado pela falta de reposta do Sefaz para validação da nota dentro do prazo.

Armazenamento inadequado

Toda nota fiscal precisa ser guardada com segurança pelo período de 5 anos, conforme a legislação tributária. Esse armazenamento garante que os documentos estarão à disposição do Fisco, além de ser indispensáveis para eventualidades, como acionar cobertura para garantias de fábricas.

Não emitir nota fiscal

Sim, esse passo também é importante! Existem profissionais que ainda pensam que a emissão não é uma obrigatoriedade. Mas, a não emissão configura crime de sonegação fiscal.

Estar com os impostos em dia na Receita Federal é um dever de todo contribuinte. A emissão de NF-e envolve vários detalhes burocráticos e é comum que as dúvidas surjam.

Mas, porque não deixar tarefas contábeis sob a responsabilidade de um profissional qualificado?

Contrate uma contabilidade para fazer emissão ou para te auxiliar no processo! A Abra Contábil possui uma equipe altamente renomada para prestar toda assessoria necessária para sua empresa.

Deixe uma resposta